Loading...

Blog

Útimos posts do blog

No e-commerce, o seu conteúdo é o vendedor!

[:pb]Quando as marcas e empresas de e-commerce pensam em venda, seus interesses voltam-se para a área comercial. Elas investem pesado no setor, se limitando a arriscar apenas em preços competitivos, mas parecem se esquecer do grande foco para as vendas.

Quem é responsável diretamente pela venda?

Vamos criar uma situação comparando um e-commerce com uma loja física na visão do consumidor.

Você entra em uma loja e vê um produto que parece interessante, mas ele não tem nenhuma informação relevante, apenas seu nome, preço e código.

Obviamente se você não interagir com o item, não vai saber os seus diferenciais. Como você não pode tocar nos itens, que estão em uma vitrine lacrada, você precisará encontrar alguém para se comunicar com você.

Esse alguém será o responsável por te envolver na aquisição daquele produto. “Posso te ajudar com esse produto? Ele é ideal para você, pois…”.

Então, pensando nessa lógica, para você, quem é o vendedor de produtos? O produto em si ou o vendedor da loja?

A resposta é simples e, portanto, fazendo a comparação:

No e-commerce, o seu conteúdo é o vendedor de loja!

É preciso lembrar que o seu produto precisa ser fácil de entender e conter boas informações porque com a diversidade de dados na internet, você acaba competindo com buscadores de internet, que podem prejudicar sua venda ao direcionar para outras lojas, que talvez tenham argumentos que não foram explorados. Por isso, se acontecer, diga adeus ao “compre aqui”.

Quem não investe na experiência de compra, não vende.

Não faça com que o seu produto seja mais um no varejo. Dê o destaque que ele merece trabalhando de uma maneira inovadora, que interaja com o cliente e que seja acessível em todas as lojas virtuais.

Para quem não conhece, o conteúdo especial é um formato completamente diferente do cadastro comumente encontrado nos varejos. Ele é uma ferramenta imponente, que envolve o cliente no universo da marca apresentando os grandes benefícios do produto e explorando design e texto em um HTML animado e responsivo, que proporciona uma forma mais enérgica de compra para o cliente.

Esse formato permite manter o consumidor na página do varejo por muito mais tempo, de uma forma em que é fácil tirar as dúvidas sem precisar mudar de página, e sendo bombardeado por textos vendedores intensos e interessantes capazes de aumenta a eficiência da conversão.

Então, que tal renovar a forma como você vende produtos no e-commerce? Conheça mais sobre o conteúdo especial e dos resultados que podem gerar para o seu negócio.

Entre em contato com a iSee, a agência pioneira do formato que comprovadamente vende mais e de uma maneira que você não imaginava ser possível.[:en]When brands and e-commerce companies think of selling, their interests turn to the commercial area. They invest heavily in the industry, limiting themselves to only risking competitive prices, but they seem to forget the big focus on sales.

Let’s create a situation comparing an e-commerce with a physical store in the view of the consumer.

You enter a store and see a product that looks interesting, but it has no relevant information, just its name, price and code.

Obviously if you do not interact with the item, it will not know your differentials. Since you can not touch the items, which are in a sealed display, you need to find someone to communicate with you.

This person will be responsible for getting you involved in acquiring that product. “Can I help you with this product? It is ideal for you, because … “.

So, thinking of this logic, for you, who is the seller of products? The product itself or the store seller?

The answer is simple and therefore making the comparison:

In e-commerce, your content is the store seller!

You need to remember that your product needs to be easy to understand and contain good information because with the diversity of data on the internet, you end up competing with internet search engines, which can hurt your sale by directing to other stores, which may have arguments that do not Were explored. So if it does, say goodbye to “buy here”.

Those who do not invest in the shopping experience do not sell.

Do not make your product more of a retail product. Give it the prominence it deserves by working in an innovative way that interacts with the customer and is accessible in all virtual stores.

For those who do not know, special content is a completely different format from the register commonly found in retailers. It is an imposing tool that engages the customer in the brand universe by presenting the great benefits of the product and exploring design and text in responsive and lively HTML that provides a more energetic way of buying for the customer.

This format allows you to keep the consumer on the retail page for much longer, in a way that is easy to get rid of without having to change pages, and being bombarded by intense and interesting text sellers capable of increasing conversion efficiency.

So, how about renewing the way you sell products in e-commerce? Learn more about the special content and results you can generate for your business.

Contact iSee, the pioneering agency in the format that has proven to sell more and in a way that you did not think was possible.[:es]Cuando las marcas y las empresas de comercio electrónico piensan en vender, sus intereses recurren al área comercial. Invierten fuertemente en la industria, limitándose a sólo arriesgar precios competitivos, pero parecen olvidar el gran enfoque en las ventas.

¿Quién es el responsable directo de la venta?

Vamos a crear una situación de comparación de un comercio electrónico con una tienda física en la opinión del consumidor.

Entrar en una tienda y ver un producto que parece interesante, pero no tiene información relevante, sólo su nombre, precio y código.

Obviamente si usted no interactúa con el artículo, no sabrá sus diferenciales. Dado que no puede tocar los elementos, que están en una pantalla sellada, es necesario encontrar a alguien para comunicarse con usted.

Esta persona será responsable de involucrarte en la adquisición de ese producto. “¿Puedo ayudarte con este producto? Es ideal para ti, porque …”.

Así que, pensando en esta lógica, para usted, ¿quién es el vendedor de los productos? El propio producto o el vendedor de la tienda?

La respuesta es simple y por lo tanto, haremos la comparación:

En el e-commerce, su contenido es el vendedor de la tienda!

Usted necesita recordar que su producto necesita ser fácil de entender y contener buena información porque con la diversidad de datos en el Internet, usted termina compitiendo con los motores de búsqueda del Internet, que pueden perjudicar su venta dirigiendo a otras tiendas, que pueden tener argumentos que no fueron explorados. Si eso pasa, puede decir adiós al “compre aquí”.

Los que no invierten en la experiencia de compra no venden.

No haga que su producto sea uno más de venta al por menor. De el destaque que merece trabajando de una manera innovadora que interactúa con el cliente y sea accesible en todas las tiendas virtuales.

Para aquellos que no saben, el contenido especial es un formato completamente diferente del registro comúnmente encontrado en los minoristas. Es una herramienta imponente que involucra al cliente en el universo de la marca, presentando los grandes beneficios del producto y explorando el diseño y el texto en HTML sensible y animado que proporciona una forma más enérgica de compra para el cliente.

Este formato permite mantener al consumidor en la página de venta por mucho más tiempo, de una manera que es fácil de sacar sus dudas sin tener que cambiar páginas y ser bombardeado por textos vendedores intensos e interesantes capaces de aumentar la eficiencia de conversión.

Póngase en contacto con iSee, la agencia pionera en el formato que ha demostrado vender más y de una manera que usted no creía que era posible.
[:]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*